OQUE VOCÊ PROCURA???

Visualizações

domingo, 15 de maio de 2011

As dez dicas para o lar




As dez dicas para o lar

"Que proveito terá o homem, ou mulher, se ganharem o mundo inteiro, 
mas perderem suas próprias famílias?".




Com o divórcio atingindo uma taxa de 50% e um aumento cada vez 
maior do 
segundo salário no lar,
 a família que conhecemos no passado, ou melhor, 
aquela estabelecida por Deus,


 encontra-se realmente, entre as espécies ameaçadas de extinção.
Casamento e família não são idéias muito populares em nossa sociedade. 
A família, no entanto, 
foi criada por Deus, muito antes d'Ele estabelecer qualquer outra 
instituição,
 antes mesmo da igreja.
Gostaria de sugerir o que chamaria de "DEZ DICAS" para um lar sólido, 
feliz e 
que honre ao Senhor.


1. Estabeleça a linha de comando de Deus. A Bíblia nos ensina que, para o
 Cristão, Jesus Cristo é o
 cabeça do lar, com a esposa sob autoridade de um marido submisso a
 Cristo e 
com os filhos sob responsabilidade de ambos.


2. Obedeçam ao mandamento de amarem-se mutuamente.


3. Demonstrem aceitação e apreciação a cada membro
 da família.


4. Os membros da família devem respeitar a autoridade de
 Deus sobre eles e a autoridade que 
Deus delegou através da linha de comando.


5. É importante que haja treinamento e disciplina no lar -
 e não somente para o cão da casa.


6. "Curtam-se" mutuamente e separe tempo para que a família
 toda possa conviver e desfrutar
 da presença um do outro. Qualidade de tempo não substitui 
quantidade de tempo. Quantidade de 
tempo é qualidade de tempo.


7. Não cometa adultério. Adultério destrói o casamento, 
sendo pecado contra
 Deus e contra o 
cônjuge.


8. Cada membro da família deverá trabalhar para o
 beneficio mútuo da família
 como um todo.
 Os filhos devem ter tarefas a serem cumpridas,
 e a eles deve ser passado que o trabalho 
enobrece e traz realização.


9. Orem e leiam a Bíblia juntos. Nada poderá unir mais
 a família do que esse 
hábito, além de
 ser a melhor defesa existente contra as investidas de Satanás.


10. Deve haver uma preocupação genuína em cada um 
dos membros da família,
 quanto à salvação uns dos outros. Isto deve estender-se 
além da família imediata, como avós,
 tios, tias, primos e agregados.


Não há como ser um sucesso aos olhos de Deus,
 se nossas famílias 
forem desajustadas e bagunçadas.




Billy Grahan -

Nenhum comentário:

Postar um comentário